Postagens

canteiro, julho 16

Imagem
o homem continua ruim
a sociabilidade é só o grande medo
sentido pelos mais fracos
a globalização não difundiu boas ideias e práticas
apenas fomentou a xenofobia e a intolerância
multiplicou lucros de corporações mundiais
(só na índia, há novecentos milhões de celulares ativos)
e distanciou ainda mais
os poucos muito ricos dos muitos muito pobres

o brasileiro é dos piores
faltam oportunidades
para que a maioria, que está fora da corrupção
seja também corrupta
basta dinheiro
para ser bajulado, invejado e até amado
não importando se a procedência é suja
que me desculpem os que têm crenças
mas esse tempo terrestre
é trocado barato
por trabalho para subsistir
(talvez, os coletores e caçadores
tivessem mais tempo livre)

como baratas em caixas de gordura
homens se acumulam em grandes centros
a desigualdade acirra a competição e a violência
que geram mais desigualdade
e jornadas de doze, catorze horas
incluindo o transporte público e o trânsito
o homem não usa bem seu espaço

a troco de quê?
as baratas, mais sensatas
vão à…

economia doméstica

Imagem
economia doméstica


era uma quartasaí do cartório e passei no bramil

queria comprar pão de formaágua, manteiga, miojo...manter a casa confortávellonge dessa gente doida por um desentendimento
contornei a praça atrás de uma caminhonete
havia duas vagasuma ao lado da outrano passeio-estacionamento
dei setae aguardeienquanto a caminhonete estacionava
ao ameaçar entrar na vagareparei que a caminhonete ocuparauns 40cm da (minha) vaga
se eu conseguisse entrarnão conseguiria abrir a portapara sair do carro
abaixei a testa sobre o volante:lá em casa tem ainda manteiga e água para um diamiojo é só para emergências (preguiça)e pão de forma não faz falta: faço pão dormido na chapa
levantei a cabeça, vi pelo retrovisorque não havia carro atrás de mimdesfiz a setadeixei para quintae curti mais uma boa noitede carinho, tranquilidade e descanso
mais um dia sem desentendimentos.

04.07.2016<

crostite crônica

Imagem
crostite crônica


a distância entre a vida e a morteé de sete palmossomos da casquinha da crostaínfima película da superfície
(segue em expansão o infinito)
muito tênue, o limitea gravidade que me segura na superfícieé poder dar prazersaber que gosto de vocêe que você me permite
a vida quase não existecada tentativaejaculada de pusde espinhas, parasitas.

19.10.2015

querer mais que distração?

Imagem
querer mais que distração?

a grande maioria continuará acreditandoque nos vigiam e julgam a trajetória
e continuará pedindocoisas como chuva em todo o fim de semanapara regar três vasos de plantasque ficam na varanda do apartamentoe se molham com um copo d'águase não houvesse tanta preguiça
a maioria se acha dignade bênçãosuns apoiados nos outros
estarão sempre fortesse entendendosuperioreslastreados em historinhas infantispré-platônicas
anteriores à babilôniaquando não existia açoeletricidade, plásticomundo digitalnada
você se desiludea fim de otimizar seu tempocom tarefas úteisperante o engrandecimento da ilusãodo desprezo à inteligência
o preço é esse: você pode pensarquem sabe, que precisame oferecer ajudamas muita gente não quer ser ajudadamuita, muita gente não é estimuladaa querer preferire muita, muita, muita, muita gente

entendendo pessoas (batera)

Imagem
entendendo pessoas (batera)


estilo, sim, é como bundaimpressão digitala gente conhece o autor em poucas linhasmesmo em textos não escritos
cada versão, cada montagemdo que se dizé sintomático, ficando quietoa gente já entrega o ouro
o carlos disse que o edinhoesculpe em ‘tosco rupestre’
entretanto, o edinho é parnasiano.

ser teso

Imagem
ser teso

se quer continuaré preciso aprender a resistiraos primeiros ataques
o recém-desiludido revidaé um reflexouma reação à surpresa- tipo um palito na orelhaum inseto no olho
suas certezas fazem parte do seu corpocomo um estômago, um ossodói quando são destruídas
se quer continuar a conversatem que esperar pelo revide(que costuma ser cruel, covardeinescrupuloso e defeso a desculpas)e prosseguir, depois do ataquena mesma linha de raciocínionão permitir que a mágoa desvie o foco
pode perder o que você ainda não tinhacomo perdidose quiser continuar
tudo depende, é lógicode sua posição na tabelaem seu campeonato internocontra a misantropia- se vale o desgaste.

Por que poesia tem 'nada haver'?

o diabo turva a razão

Imagem
o diabo turva a razão

quem pensa um poucoenquanto vai se desiludindose envergonhando das próprias crenças improváveistende a se iludir aindaa achar que um dia a maioria pensará também
um princípio vital universal, a mutaçãoimpede que qualquer espécie ocorrade forma homogênea ao mesmo tempoo Homo sapiens conviveucom outras espécies de hominídeosos mais adaptados sempre vencendo
apesar de as religiões terem sido criadasantes da ciênciaantes que o homem tivesse condições de explicaro que não compreendesse só com os sentidoso homem é ainda muito merdapara ser seu próprio mestre e senhore precisa acreditar em ilusõespara seguir se perdoando
mais velha que a ideia de religião
só a prática arraigada da hipocrisia.