Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2015

o taio do mirtão

Imagem
Quantas vezes, estressados, incomodados com as dificuldades comuns, não temos vontade de abandonar tudo  e sumir, sem ter que dar satisfações a ninguém? Nossa permanência no meio social é compulsória e nos obriga a práticas indesejadas, ninguém consegue viver livre da obrigação de cooperar, de pagar impostos, de não incomodar a 'ordem natural das coisas'. Porém, seria isso possível no mundo de hoje?
Foi o que Misé tentou, encontrar alento para suas dúvidas, pagando o preço para tanto, arcando com todas as consequentes perdas.
Há como viver sem dar importância às convenções?  O mundo vem se libertando de amarras preconceituosas ancestrais, mas os que divergem da maioria ainda sofrem contrariedades.
Ao fim, Misé tinha entendido que, talvez, o segredo esteja na dosagem das ambições. Não se pode querer tudo ou muita coisa, mas parece ser um caminho mais difícil abrir mão de tudo, não lutar para sustentar o que se tem.
Até que ponto controlamos nossa trajetória, influenciamos nossos destinos? Embrenhe-se no mato e em …