Postagens

Mostrando postagens de Março, 2017

a essência do lirismo

Imagem
a essência do lirismo




todo poema que se preze pode abordar qualquer assunto dar uma opinião, denunciar, elogiar ou apenas permanecer quieto (essa é minha opinião, ou outro escreveria)
o que não pode faltar é uma disposição aguerrida (mesmo que pálida ou escondida) de renegar toda a tristeza e impotência sabendo que esses inimigos são imbatíveis e donos de seus tempos
para todas outras tarefas temos moldes artigo, ensaio, libelo, crônica, bate-bola... poema, não meu camarada, minha senhora poema é para esquecer que chora.

29.01.17

canteiro, julho 16

Imagem
o homem continua ruim
a sociabilidade é só o grande medo
sentido pelos mais fracos
a globalização não difundiu boas ideias e práticas
apenas fomentou a xenofobia e a intolerância
multiplicou lucros de corporações mundiais
(só na índia, há novecentos milhões de celulares ativos)
e distanciou ainda mais
os poucos muito ricos dos muitos muito pobres

o brasileiro é dos piores
faltam oportunidades
para que a maioria, que está fora da corrupção
seja também corrupta
basta dinheiro
para ser bajulado, invejado e até amado
não importando se a procedência é suja
que me desculpem os que têm crenças
mas esse tempo terrestre
é trocado barato
por trabalho para subsistir
(talvez, os coletores e caçadores
tivessem mais tempo livre)

como baratas em caixas de gordura
homens se acumulam em grandes centros
a desigualdade acirra a competição e a violência
que geram mais desigualdade
e jornadas de doze, catorze horas
incluindo o transporte público e o trânsito
o homem não usa bem seu espaço

a troco de quê?
as baratas, mais sensatas
vão à…

economia doméstica

Imagem
economia doméstica


era uma quarta saí do cartório e passei no bramil

queria comprar pão de forma água, manteiga, miojo... manter a casa confortável longe dessa gente doida por um desentendimento
contornei a praça atrás de uma caminhonete
havia duas vagas uma ao lado da outra no passeio-estacionamento
dei seta e aguardei enquanto a caminhonete estacionava
ao ameaçar entrar na vaga reparei que a caminhonete ocupara uns 40cm da (minha) vaga
se eu conseguisse entrar não conseguiria abrir a porta para sair do carro
abaixei a testa sobre o volante: lá em casa tem ainda manteiga e água para um dia miojo é só para emergências (preguiça) e pão de forma não faz falta: faço pão dormido na chapa
levantei a cabeça, vi pelo retrovisor que não havia carro atrás de mim desfiz a seta deixei para quinta e curti mais uma boa noite de carinho, tranquilidade e descanso
mais um dia sem desentendimentos.

04.07.2016<

crostite crônica

Imagem
crostite crônica


a distância entre a vida e a morte é de sete palmos somos da casquinha da crosta ínfima película da superfície
(segue em expansão o infinito)
muito tênue, o limite a gravidade que me segura na superfície é poder dar prazer saber que gosto de você e que você me permite
a vida quase não existe cada tentativa ejaculada de pus de espinhas, parasitas.

19.10.2015

querer mais que distração?

Imagem
querer mais que distração?

a grande maioria continuará acreditando que nos vigiam e julgam a trajetória
e continuará pedindo coisas como chuva em todo o fim de semana para regar três vasos de plantas que ficam na varanda do apartamento e se molham com um copo d'água se não houvesse tanta preguiça
a maioria se acha digna de bênçãos uns apoiados nos outros
estarão sempre fortes se entendendo superiores lastreados em historinhas infantis pré-platônicas
anteriores à babilônia quando não existia aço eletricidade, plástico mundo digital nada
você se desilude a fim de otimizar seu tempo com tarefas úteis perante o engrandecimento da ilusão do desprezo à inteligência
o preço é esse: você pode pensar quem sabe, que precisam e oferecer ajuda mas muita gente não quer ser ajudada muita, muita gente não é estimulada a querer preferir e muita, muita, muita, muita gente