pós-PERSONAL # 01


a essência do lirismo


https://www.youtube.com/watch?v=3o_jdda2sf0


todo poema que se preze
pode abordar qualquer assunto
dar uma opinião, denunciar, elogiar
ou apenas permanecer quieto
(essa é minha opinião, ou
outro escreveria)

o que não pode faltar
é uma disposição aguerrida
(mesmo que pálida ou escondida)
de renegar toda a tristeza e impotência
sabendo que esses inimigos
são imbatíveis
e donos de seus tempos

para todas outras tarefas
temos moldes
artigo, ensaio, libelo, crônica, bate-bola...
poema, não
meu camarada, minha senhora
poema é para esquecer
que chora.

 29.01.17






papéis e fungos

alimentação em Balneário Camboriú

quantos livros a gente gostaria de ter escrito...
mas só o autor pode escrever seu próprio livro
sua índole e sentimentos vêm no texto
e nos títulos

se eu tivesse escrito o diário de um mago
se chamaria uma agenda de um mero
se fosse o livro do desassossego
seria coletânea de agendas
cem anos de solidão
eu intitularia nossas vidas efêmeras
entendeu?

no lugar de mais platão, menos prozac
eu colocaria mais raça, menos frescura
para a odisseia, a maior mentira de pescador
sidarta, nada, preferiria seu zezito
– cada um com o seu cada um, inclusive, profeta

a arte da guerra  quem sou eu!?
seria apenas  um jeito de sobreviver
xangô de baker street?
eu diminuiria para mulher loira do banheiro

amar se aprende amando? seria
a gente aprende a sofrer sossegado

em vez de
assim falava zaratustraoficina do kareca
vinte poemas de amor e uma canção desesperada
não passaria de
uns poemas desiludidos e uma choradeira

é preciso estar imerso em uma certa glória
para escrever um livro glorioso

o velho e o mar, eu não conseguiria fazer
voltaria à terra no primeiro amanhecer
só alguma poesia
talvez, eu deixaria alguma poesia
– drummond era tímido no primeiro livro

há um livro que você gostaria
de ter escrito (vivido)?

01.02.16




#macaco@plus

o saudoso Paulo Silvino


nosso chip é o dna
lá estão sistemas operacionais e aplicativos
para permanecer vivo

o macaco come banana
se estiver com fome
come a macaca
se estiver com tesão
o macaco reage
em prol de seu estar


o homem não quer estar, é um
psicopata da existência

99% dna do macaco = 99% dna do homem
programas que servem para estar
(fabricar pelos, absorver quitina
e outras substâncias duras
e enviá-las às unhas
perceber na língua
tal alimento
para já preparar sua enzima específica
produzir sangue, leite, fezes
respirar, chorar lágrimas
ejacular, cicatrizar, curtir
tudo isso, nós e os macacos)

no 1% está a angústia de querer ser
fazer sentido
(toda a nossa grandiosidade
nossa diferença, nossa posição
privilegiada entre astros infinitos
nosso orgulho, nossa vaidade
nosso egoísmo, nosso nosso
nosso imenso e genuíno medo
de deixar de existir
de deixar de ser eu
nossa fixação em nos decretar eternos).

22 a 30.10.15

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

16 o esquiza (acc)

esquenta a cabeça comigo não

o que aconteça